fbpx

1st Floor New World. +998556778345 demo@example.com

  • Home
  • Quem aprende MAIS?

Quem aprende MAIS?

19 de novembro de 2020 admin 0 Comments

O aluno pobre do país rico aprende mais do que o aluno rico do país pobre.

Foi isso que concluiu um estudo de Harvard que comparou o desempenho de alunos entre nações pobres, emergentes e desenvolvidas, usando uma metodologia bastante inovadora.

Na Índia, 2.300 crianças responderam uma prova com um mix de questões de testes internacionais. Para cada aluno estimou-se a pontuação hipotética, permitindo comparar os resultados. A partir da conversão (metodologia ‘Pedra de Rosetta’) classificou-se alunos de 80 países:

E isso é especialmente importante pois não há exames com conteúdos equivalentes em vários locais, exceto o PISA, realizado com jovens de 15 anos. Há sim provas realizadas, mas com métodos e níveis de dificuldades distintas, o que impossibilitava a comparação dos desempenhos…

O estudo concluiu que:

1 – Estudantes com a mesma renda (ajustado pelo poder de compra) têm notas maiores se vivem em países ricos, logo, a renda nacional importa. 
Portanto, alunos que vivem em países com maior PIB têm melhor desempenho escolar.

2 – No mesmo teste de renda, a curva é mais inclinada em países com maior desigualdade. Ou seja, em países mais desiguais (maior índice de Gini) as notas dos testes estão correlacionadas com a renda dos pais. Os alunos de renda mais baixa pontuaram até 100 pontos a menos do que os mais ricos

3 – A diferença de ensino entre escolas públicas e particulares aumenta com a desigualdade, especialmente devido ao aumento nas classificações socioeconômicas das escolas (ex: escolas bilíngues, creche pré-escolar e outras)

4 – Apesar da alta renda nacional, países com grande parte da renda advinda do petróleo não tiveram desempenho melhor. Ou seja, não foram capazes de transformar essa riqueza em melhores indicadores de educação. (exceção: Noruega 🇳🇴)

Seria o caso de direcionar melhor os royalties?

Por fim, os autores finalizam dizendo que há uma grande diferença de conteúdo ensinado às crianças, principalmente as do ensino fundamental 1 (primary school) – 1o a 5o ano. 
O sistema educacional faz toda a diferença!
Fica claro que futuramente haverá uma diferença ainda maior!  

Recentemente alguns países instalaram um novo fechamento de atividades não essenciais devido ao COVID e, nos europeus, os alunos CONTINUAM indo às escolas.
Enquanto isso, no Brasil, grande parte das escolas ainda não reabriu por falta de um plano de retomada seguro e eficiente.  

Hoje, os mais prejudicados são estudantes, entretanto, futuramente todos iremos pagar o preço período prolongado de escolas fechadas…

Fontes:

Repercussão no Brasil: https://6minutos.uol.com.br/economia/alunos-pobres-de-paises-ricos-aprendem-mais-do-que-estudantes-de-elite-do-brasil/

Dezembro2019: https://scholar.harvard.edu/devpatel/publications/rosetta-stone-human-capital

Setembro2020: https://www.cgdev.org/sites/default/files/rosetta-stone-human-capital.pdf

Artigo The Economist: https://www.economist.com/graphic-detail/2020/10/03/its-better-to-be-a-poor-pupil-in-a-rich-country-than-the-reverse