Com o mercado de trabalho cada vez mais exigente, necessitando de mão de obra qualificada, ao sair do Ensino Médio os jovens acabam se vendo perdidos. Eles não foram preparados para isso. A consequência acaba sendo o subemprego. A solução pode ser o Ensino técnico.

Essa pode ser a chave para que as oportunidades surjam para os jovens. O aumento do interesse no setor da educação profissional, até revela que o país tem dado passos positivos em relação ao incentivo dos jovens, mas esse incentivo vem da iniciativa privada. O Brasil conquistou no ano passado, o 2º lugar no WordSkills, um mundial de profissões técnicas.

Mas, o setor ainda precisa de muitos avanços quando comparado com outros países. Por exemplo, a União Europeia, em 2010, tinha em média 49,9% dos estudantes do ensino secundário, matriculados também na educação profissional.

 

E como podemos avançar?

Precisamos buscar inspirações em modelos que funcionam em outros lugares, promover testes de efetividade no Brasil (falei sobre testes de efetividade na política em outro post) e aplicar para avançarmos ainda mais com a educação profissional.

Por exemplo, a Alemanha adotou um sistema onde separa os alunos do Ensino Médio que querem entrar em uma Universidade, daqueles que pretendem ter uma formação técnica. Os Estados Unidos também possui um modelo que faz sucesso entre os especialistas em educação. Os americanos frequentam um Ensino Médio acadêmico em período integral, com algumas matérias obrigatórias que são focadas em ensino técnico-vocacional.

Cingapura tem chamado a atenção do mundo em relação ao seu sistema educacional. Com o foco em uma valorização e investimento nos professores, que são reunidos no Instituto Nacional de Educação para serem treinados, a ilha acabou aumentando o desempenho dos alunos.

Essas inspirações são apenas exemplos para que o ensino técnico no Brasil possa melhorar. Esses modelos podem ser a chance para os jovens que acabam o Ensino Médio e não conseguem empregos de qualidade.

E você, o que acha que poderia ser feito para aumentar as oportunidades para os jovens brasileiros? Vem conversar comigo pelo Facebook. Você pode mandar uma mensagem direto pra mim pelo Messenger ou pelo WhatsApp.

E aí o que achou?

Vamos conversar! comente aqui em baixo para trocarmos mais ideias!