1st Floor New World. +998556778345 demo@example.com

  • Home
  • Quais são os melhores modelos educacionais do mundo?

Quais são os melhores modelos educacionais do mundo?

7 de julho de 2020 admin 0 Comments

Não é nenhuma novidade que os indicadores educacionais, responsáveis por avaliar os modelos educacionais de diferentes países, estão longe do ideal aqui no Brasil. Porém, há diversos fatores que conjuntamente explicam esse fraco resultado e não apenas um, como muitos gostam de propagar. 

Afinal, a situação educacional brasileira é complexa. Assim como, foi pensado para a economia, serão necessárias várias reformas estruturais para melhorar os indicadores educacionais. E, uma alternativa é olhar o que as nações que tem os melhores índices fazem. Daí, talvez tenhamos boas ideias para implementarmos aqui.

Dessa forma, estudei com atenção 5 cases de regiões/países, e vi que fatores culturais, aliados à atratividade da profissão de professor e avaliações periódicas de desempenho podem ajudar a explicar o melhor desempenho dos alunos, embora isso não seja tudo. 

Abaixo, listo algumas medidas que podem nos dar insights para melhorar a nossa educação por aqui. Ah, grifei uma das medidas que estudei em cada localidade, dentre as que foram mais enfatizadas nas leituras que fiz, e coloquei as referências ao final do artigo:

Exemplos de modelos educacionais: Xangai – China

Em primeiro lugar, temos a China, país que não cansa de liderar os principais indicadores relacionados à educação, como é o caso do PISA. Em 2018, as regiões B-S-J-Z (incluindo Xangai) ficou em primeiro lugar entre 77 países participantes.

Assim, alguns pontos saltam aos olhos quando olhamos a experiência chinesa:

  1. Respeito absoluto à autoridade do professor em sala de aula; 
  2. Plano de carreira transparente e que incentiva a busca por conhecimento por parte do educador; 
  3. ⅔ do tempo do professor é gasta com capacitações e estudo, sendo restando ⅓ em sala de aula; 
  4. Professores especialistas naquilo que lecionam, inclusive muitos deles com mestrado na área; 
  5. Métodos de ensino que aliam a repetição com a memorização (principalmente em matemática)
  6. Competitividade entre os próprios alunos

Em suma, os dois últimos pontos têm sido questionado por educadores e especialistas, e o governo chinês tem buscado modernizar os métodos, mas sem abrir mão dos resultados atingidos nos exames internacionais.

O bom exemplo de Ontario – Canadá

O Canadá tem um longo histórico de bons resultados educacionais, ficando entre os 10 primeiros no PISA há algum tempo. No entanto, a região de Ontario, cuja capital é Toronto, tem se destacado pela permanência nas primeiras posições do ranking nacional.

Dentre as políticas que mais chamaram a minha atenção estão:

  1. Autonomia dos diretores na escolha dos professores para composição da equipe escolar. Além disso, há um acompanhamento muito próximo do professor contratado com avaliações periódicas para averiguar o desempenho dos alunos. 
  2. Disciplinas focam em conceitos de criatividade e estímulo ao senso crítico. Em contrapartida, deixam um pouco de lado a ideia de memorização e método fechado para o ensino.
  3. Graças ao multiculturalismo presente na sociedade canadense, o ensino tem sido adaptado para não criar estigmas ou preconceitos contra grupos minoritários que participam da educação pública por lá.

Boas práticas na educação de Singapura

Apesar de ser um pequeno ponto no mapa, este país promove grandes feitos no que tange à educação. Não à toa, Singapura liderou o ranking do PISA por muito tempo, perdendo a posição de liderança para a China apenas em 2018.

Contudo, nada que abale o impressionante sistema de educação deste país, que é caracterizado por:

  1. Participação intensa dos pais na preparação e apoio aos filhos visando o seu melhor desempenho educacional, inclusive com o complemento em aulas particulares.
  2. Governo da cidade-estado comunica constantemente a importância do fator educacional para a economia. Isso por si só ajudou a criar uma cultura forte de investimento e foco em educação da comunidade naquele local.
  3. Foco nos resultados por meio de fundamentos de aprendizagem. Isto é, os métodos de ensino (domínio da matemática é um exemplo) são trabalhados para que nenhum aluno fique com defasagens de aprendizado em determinada matéria. A fim de que isso não o prejudique no futuro. 
  4. Enormes investimentos na formação do professor, com modelo de treinamento semelhante ao observado na China.
  5. Modelo de remuneração / incentivos que premia os professores por meio de bônus e reconhecimento profissional

Os modelos educacionais da Suíça

Embora tenha caído nas últimas edições no PISA, a Suíça tem alguns ensinamentos importantes em seu modelo educacional. Entre eles estão:

  1. Autonomia total para os 26 distritos (cantões) para deliberar e executar suas estratégias educacionais; Ou seja, é como se existissem vários ministérios da educação, em cada um dos distritos suíços.
  2. Já o ensino técnico (chamado por lá de formação de aprendizagem) é o destino de dois terços dos estudantes que deixam o ensino médio;
  3. Esse enfoque na formação de técnicos para as mais diversas profissões deu à Suiça o primeiro lugar no ranking de capital humano, criado pelo Fórum Econômico mundial

O case de sucesso da Estônia

Foto: BBC

Apesar de ser um pequeno país da europa oriental, com pouco mais de 1,3 milhão de habitantes, este é um gigante quando falamos de resultados educacionais. Em 2018, a Estônia foi o primeiro país europeu no PISA, ficando no 5º lugar geral entre as 77 nações avaliadas.

Inclusive, a frente de Finlândia, Suécia e outros países que têm tradição no exame. Ao longo das edições, a Estônia tem melhorado sua colocação. 

Neste sentido, abaixo estão os pontos a serem ressaltatos:

  1. Autonomia dos profissionais da educação. Assim, tanto professores e diretores têm liberdade para definir aspectos importantes relacionados ao dia a dia das aulas, mas são constantemente avaliados pela supervisão de ensino do país.
  2. A profissão de professor é altamente valorizada em todo o país. Além da remuneração, o processo de entrada na faculdade é bastante concorrida, com notas de corte elevadas.
  3. Acordo social & cultura do desempenho: os cidadãos consideram a educação um dos pilares da sociedade. Em 1850, a taxa de analfabetismo por lá era de 94%, semelhante a taxa ATUAL aqui no Brasil. Além disso, pais e responsáveis cobram qualidade a todo momento seja dos jovens como dos professores e diretores.
  4. Políticas de apoio à família: a Estônia tem o maior tempo de licença maternidade em todo o mundo, e junto com outras políticas, tem dado ênfase aos investimentos na primeira infância (0 a 6 anos).

Considerações finais

Ao ler todo o material, fica claro que não é uma ou duas medidas que criam um ambiente propício para a melhora da educação em um país. 

Na prática, demanda reformas estruturantes; incentivos certos direcionados da forma correta dentro da comunidade escolar; focalização dos gastos; e um processo educacional bem definido que permitem um avanço de verdade nos indicadores de aprendizado. 

Por fim, é um trabalho de anos (ou décadas) até que os resultados comecem a aparecer! Em geral, essas boas práticas e análises de outros países nos ajudam a implementar políticas por aqui. Afinal, mostram que não precisamos reinventar a roda!

Fontes utilizadas neste artigo:

Xangai (China)

https://learningportal.iiep.unesco.org/en/blog/how-shanghai-does-it-answers-and-questions-about-educational-achievement-in-shanghai

https://www.worldbank.org/en/topic/education/publication/how-shanghai-does-it

http://urbanfamily.thatsmags.com/shanghai/post/906/4-reasons-why-shanghais-education-system-is-1.html

https://asiasociety.org/global-cities-education-network/shanghai-worlds-best-school-system

https://www.bbc.com/portuguese/internacional-45426702

https://www.terra.com.br/noticias/educacao/xangai-qualidades-e-falhas-do-melhor-sistema-educacional-do-mundo,91c573c590ac2410VgnCLD2000000ec6eb0aRCRD.html

Ontario (Canadá)

https://www.npesf.org/wp-content/uploads/2018/04/Ontario-Report_03-18-Draft.pdf

https://www.theglobeandmail.com/news/national/ontario-school-system-ranks-among-best-in-world-report-says/article567927/#:~:text=Although%20Ontario%20earned%20one%20of,a%20rating%20of%20%22good.%22

https://www.bbc.com/news/business-40708421

https://www.ontario.ca/page/published-plans-and-annual-reports-2019-2020-ministry-education

https://brasil.elpais.com/brasil/2018/05/28/economia/1527526183_441482.html

https://www.ontario.ca/page/published-plans-and-annual-reports-2019-2020-ministry-education

Singapura

https://www.economist.com/leaders/2018/08/30/what-other-countries-can-learn-from-singapores-schools

https://www.straitstimes.com/singapore/education-system-designed-to-bring-out-best-in-every-student-pm

https://www.bbc.com/news/education-38212070

https://www.gazetadopovo.com.br/educacao/cingapura-e-lider-em-educacao-mas-e-melhor-nao-seguir-todos-os-seus-metodos-cbfqpf914rxy816z9e6736av0/

https://www.bbc.com/portuguese/internacional-38220311

https://www.educamaisbrasil.com.br/educacao/escolas/principais-caracteristicas-do-ensino-em-singapura

https://www.bbc.com/portuguese/internacional-45581412

Estônia

https://investinestonia.com/pisa-2018-results-estonias-education-is-the-best-in-europe/

https://www.bbc.com/news/education-50590581

https://www.morningfuture.com/en/article/2018/03/26/estonia-school-coding-social-mobility/261/

https://www.hm.ee/sites/default/files/henno_presentation_final_pisa_191114.pdf

https://www.bbc.com/portuguese/brasil-45605368

Suíça

https://gbsge.com/vote-swiss-best-education-system-world/#:~:text=Switzerland%20ranked%20as%20the%20best%20education%20system%20in%20the%20world,(Finland%20finishing%20in%20first).

https://www.swissinfo.ch/eng/wef-report_swiss-education-system-judged-best-in-the-world/42258918

https://www.academics.com/guide/higher-education-switzerland

https://www.swissinfo.ch/eng/wef-report_swiss-education-system-judged-best-in-the-world/42258918

https://www.helloswitzerland.ch/en/topics/relocation/schooling-daycare/

https://www.universia.com.br/estudar-exterior/suica/sistema-ensino/estrutura-do-sistema-ensino/527#:~:text=A%20Su%C3%AD%C3%A7a%20%C3%A9%20um%20pa%C3%ADs,a%20educa%C3%A7%C3%A3o%20recursos%20extremamente%20importantes.&text=A%20educa%C3%A7%C3%A3o%20%C3%A9%20gratuita%20e,se%20durante%20aproximadamente%20nove%20anos.

https://www.bbc.com/portuguese/internacional-45546075